Caminhos de Santiago







O CAMINHO FAZ-SE AO SENTIR. PÕES OS TEUS PÉS E O CAMINHO TRÁS À TUA VIDA O QUE NECESSITAS.

Fazer qualquer dos itinerários dos Caminhos de Santiago é uma experiência avassaladora e que nos marca para sempre.

Ao pegar na mochila e pormos pés a caminho estamos a iniciar um processo de auto-conhecimento que nos põe à prova a cada passo dado, a cada obstáculo ultrapassado... A par deste processo, ao longo dos km's percorridos seremos brindados com paisagens extraordinárias, pedaços de história em cada monumento visitado, lições de humildade e solidariedade a cada pessoa, peregrino ou não, com quem nos cruzamos...

Se se sofre? Se custa? Sim, o esforço que fazemos, não só fisico como mental, passa factura... Mas é um sofrimento passageiro, que depois de uma boa noite de sono, estamos novos e cheios de energia!

Se merece a pena? Absolutamente, SIM! Tudo o que trazemos para casa do Caminho é unico e impagável!

Já fez a mochila?

Auto-Guiados

O Caminho é pessoal e intransmissível!

FAÇA O SEU!

Faça o seu Caminho, nós preparamos tudo para que desfrute de tudo o que de bom têm os Caminhos de Santiago.

OS NOSSOS CAMINHOS.

Caminho Central Português

Caminho Central Português

Caminho Português da Costa

Caminho Português da Costa

Caminho Francês

Caminho Francês

Variante Espiritual

Variante Espiritual

Finisterra & Muxia

Finisterra & Muxia

Caminho Inglês

Caminho Inglês

QUER SABER MAIS?

História

UM POUCO DE HISTÓRIA

Reza a história que tudo começou em finais do século VIII, altura em que se difunde no noroeste da península ibérica a lenda de que Santiago Maior tinha sido enterrado nessas terras. Em 812 ou 813, um eremita chamado Pelágio avistou uma estrela pousada no bosque Libredón (local onde se situa atualmente a Igreja de São Félix de Solovio (San Fiz), sobre uma urna de mármore. Isso mesmo comunicou ao bispo Teodomiro de Iria Flávia, que se deslocou ao local e ali identificou o achado como sendo o o sepulcro de Santiago com o corpo decapitado do apóstolo, nos restos de uma antiga capela e de um antigo cemitério romano. Esta suposta descoberta coincide com a chegada ao reino asturiano de moçárabes fugidos das zonas dominadas pelos muçulmanos, que procuravam um local onde pudessem praticar as suas crenças religiosas cristãs.

A figura de Santiago está intimamente ligada à Reconquista, da qual foi de certa forma padroeiro, como ainda é de Espanha. Uma das representações mais comuns em Espanha do apóstolo é a de Santiago Mata-mouros (Matamoros), que representa a sua aparição milagrosa como combatente montado num corcel branco na batalha de Clavijo, supostamente travada em 844, na qual Ramiro I das Astúrias, que tinha sido cercado por um grande exército muçulmano na sequência de se ter recusado a pagar tributo, conseguiu vencer os infiéis com a ajuda milagrosa de Santiago. A batalha de Clavijo, por muitos considerada uma lenda, é frequentemente apontada como uma das batalhas decisivas do início da reconquista cristã da península Ibérica.

O rei Afonso II das Astúrias ( 791–842) teria também sido o primeiro peregrino de Santiago da história quando se deslocou ao local com a sua corte. Afonso II, o Casto mandou também construir uma igreja no local onde, segundo a lenda, repousam os restos do apóstolo Santiago, onde estabeleceu uma comunidade religiosa permanente. Com o passar dos anos, essa igreja converteu-se num dos principais centros de peregrinação da cristandade e deu origem ao Caminho de Santiago.  

OUTROS CAMINHOS.

Caminho da Cruz

Caminho da Cruz de Caravaca

Caravaca de la Cruz é a 5ª cidade sagrada do mundo.
O Caminho da Cruz ou de Levante vai de Oriolana a Caravaca de la Cruz, que desde o séc. XIII alberga uma das lascas do Lignum Crucis em que Jesus Cristo foi crucificado. Este facto faz com seja um lugar especial para peregrinos de todo o mundo, especialmente desde que o Papa João Paulo II concedeu a Caravaca de la Cruz o Jubileu In Perpetuum

Caminho Lebaniego

Caminho Lebaniego

Liébana, localidade Cantabra, com os seus sete vales está localizada aos pés do Maciço Central de los Picos de Europa. Celebra o período jubilar desde 1512, por conservar a maior peça da Cruz de Cristo, no belissímo Mosteiro de Santo Toribio, privilégio partilhado desde a Idade Média com Roma, Jerusalém e Santiago de Compostela.

Guias

Guias Personalizados

Este será provavelmente o seu melhor amigo durante o Caminho e a melhor recordação para guardar e partilhar.

MEIOS DE PAGAMENTO

Multibanco

Transferência Bancária

Revolut

PayPal

CONTACTOS

LEGALIDADES

SUBSCREVER NEWSLETTER

Saiba em primeira mão os novos destinos e todas as novidades das nossas actividades.